Brasil tem retrocesso em área social e vive “tragédia anunciada”

Resultados drásticos da pandemia da Covid-19, como o colapso do sistema de saúde, o aumento do desemprego, da pobreza extrema e da fome, da violência e dos problemas ambientais, poderiam ter sido amenizados se o Brasil tivesse se mantido alinhado aos compromissos assumidos junto com outros 192 países, na ONU, reunidos na chamada Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. É o que alertam, em novo relatório, especialistas do Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030, o GT Agenda 2030, coletivo que reúne 51 organizações e redes da sociedade civil, entre elas, o Ibase. A análise dos dados oficiais aponta que os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão ameaçados no país e que, mesmo antes da Covid-19, o país já avançava para um colapso sem precedentes.

IV Relatório Luz da Sociedade Civil sobre a Agenda 2030 confirma a tendência negativa das políticas sociais e econômicas verificada nas edições anteriores e oferece uma radiografia completa de como já era grave nossa situação em 2019, antes ainda do novo coronavírus. Além da análise dos 17 ODS, a publicação traz o estudo de caso “Covid-19 e a Agenda 2030 no Brasil: é possível não deixar ninguém para trás?”.

Em relação aos ODS 1 e 2, erradicação da pobreza e fim da fome, indicadores que o Ibase analisa, os resultados são alarmantes. Em 2020, o Brasil viu sua população empobrecer ainda mais, fruto de políticas como a reforma da previdência e a reforma trabalhista. A falta de emprego e a perda de direitos somam-se ao desmonte de políticas públicas de assistência social, deixando milhões de brasileiros sem ter o que comer. Das 85 metas ligadas à área social, 36 apresentaram retrocesso.

O Relatório é a única publicação no Brasil que oferece um panorama em 360 graus do andamento dos 17 ODS, cobrindo as áreas social, econômica e ambiental, respeitando seus princípios de integralidade e indivisibilidade. Nessa quarta edição, foram analisadas 145 das 169 metas da Agenda 2030, sendo que 17 metas não possuem dados para análise e sete não se aplicam ao Brasil.

Para baixar o documento completo, clique aqui