Comunicando em rede

Não se faz uma cidade integrada sem comunicação. O Ibase, tendo isso em vista, tem realizado no âmbito da ação Cidadania Ativa, parte do programa Morar Carioca, reuniões com comunicadores locais em todos os lugares onde a Prefeitura está atuando. Já foram realizados encontros no Jardim América (reunindo moradores das áreas do Dique, Parque Furquim Mendes, Ficap e Vila Beira Rio), Ladeira dos Tabajaras e Morro dos Cabritos, Barreira do Vasco e Complexo dos Macacos.

Primeira oficina de comunicação no Jardim América. Foto: Lorena Magalhães.

O objetivo da ação é criar redes de comunicação que possam otimizar a troca de informações entre os agentes locais, os agentes do projeto e o entorno. Essas redes vão colocar em contato constante, via diferentes meios, os comunicadores locais e os agentes do projeto. Dessa forma, procuramos garantir que mais pessoas saibam das ações do Morar Carioca e do Cidadania Ativa, criando um espaço também para que os moradores troquem informações de interesse, como divulgação de projetos, eventos, vagas em cursos, vagas de emprego, entre outros.

Supervisores e agentes comunitários têm papel fundamental nesta atividade, mapeando os meios de comunicação e comunicadores locais e convocando-os para o primeiro encontro, onde é feita a proposta de criação das redes. Até agora, foram criadas quatro, uma em cada local onde realizamos reuniões. As redes se comunicam por diferentes mídias (grupo de e-mails e Facebook, até então), respeitando a especificidade de cada comunidade.

A intenção é que as redes sobrevivam ao fim da atuação da Prefeitura e do Ibase nas comunidades. Então, se constituirá de fato uma rede de comunicação local integrada, que comunique para dentro e para fora das favelas. O Ibase considera que incentivar a comunicação local descentralizada é parte da mobilização pela cidadania ativa na cidade do Rio de Janeiro.