Imprensa Informativo

BNDES: artigos analisam Fundo Brasil-China e esvaziamento do Banco

O crescimento dos investimentos chineses no Brasil e as mudanças nas políticas relativas ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, são os temas de análise em dois artigos publicados pelo Ibase. Disponíveis para download, as publicações falam sobre o papel do Banco diante da nova realidade brasileira construída após o impeachment de Dilma Rousseff.
Ativo desde de julho de 2017, o Fundo Brasil-China de Expansão da Capacidade Produtiva tem previsão inicial de disponibilizar US$ 20 bilhões para investimentos em áreas estratégicas, como energia, mineração e logística. De acordo com a publicação do Ibase, o Fundo deve ocupar uma lacuna no financiamento de longo prazo no Brasil, com a saída de cena do BNDES.
Já no artigo Esvaziamento do BNDES e o Cenário Eleitoral: a Sociedade Civil na Construção de um Novo Banco” , são apontadas mudanças que podem levar a um latente processo de desmonte da instituição “com esvaziamento do quadro de pessoal, redução do crédito e ameaça da perda de capacidade de cumprir com seus propósitos sociais”. Diante do atual cenário, o estudo aponta ainda a necessidade de que se defenda a existência de um banco de desenvolvimento com o caráter, a missão e a capacidade do BNDES, mas que a reconstrução do Banco seja feita incluindo as propostas de atores da sociedade civil, antes escanteados do processo.
As duas publicações fazem parte do projeto “Reconfigurações do BNDES: bancos públicos em cenários incertos”, realizado pelo Ibase, que tem apoio da Fundação Mott.

Tradução »