Ibase participa da conferência da Open Government Partnership

O Ibase participou da conferência internacional da Open Government Partnership, a OGP (Parceria para Governo Aberto, em português), em Brasília na terça, 17, e quarta, 18. A conferência foi aberta na segunda, 16, com a presença da presidenta Dilma Rousseff, da secretária do Estado norte-americana Hillary Clinton, do primeiro-ministro da Geórgia, Nika Gilauri, e do presidente da Tanzânia, Jakaya Kikwete.

A inciativa consiste em um esforço global para promover a transparência governamental, o fortalecimento da cidadania e o combate à corrupção por meio de novas tecnologias.

A secretária de Estado Hillary Clinton fez o discurso mais enfático da abertura. Segundo ela, no século XXI, os países se dividirão entre abertos e fechados e só os abertos irão progredir. O combate à corrupção depende de governos cada vez mais abertos, conforme afirmou: “A corrupção mata o potencial dos países”, defendeu Hillary.

A presidenta Dilma Rousseff fez um discurso protocolar no qual somente citou o tema da corrupção. O controlador geral da União Jorge Hage, responsável pela OGP no Brasil, afirmou que transparência significa eficiência. Ele comentou, no seu discurso: “Não há melhor desinfetante do que a luz do sol”.

Projeto Ônibus Hacker

Para chegar ao Distrito Federal, o Ibase embarcou no Ônibus Hacker, um projeto que reúne advogados, jornalistas, programadores, artistas, gestores públicos, designers e curiosos que tenham interesse em dados abertos governamentais, cultura digital, política e tecnologia a favor da cidadania.

Metade do ônibus, que foi financiado coletivamente por 464 doadores, é feita de poltronas, enquanto a outra metade é um espaço de trabalho, com internet, computadores e outros engenhos tecnológicos, chamado Hacklounge. Durante o caminho, o grupo trabalha e troca experiências.