BNDES: artigo analisa riscos das mudanças propostas por Temer

A Câmara dos Deputados tem até o dia 6 de setembro para votar a medida provisória que cria a nova taxa de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Taxa de Longo Prazo (TLP). A proposta é aproximar a TLP da taxa Selic, e, portanto, dos parâmetros do mercado.

O Ibase, atento às mudanças que vem ocorrendo no BNDES com a política de Michel Temer, publica o artigo (disponível para download) “Desenvolvimento, Democracia e Responsabilidade“. Nele, Fernando Amorim, pesquisador da instituição, e Francisco Menezes, coordenador, apontam dados que demonstram uma clara tendência de desmantelamento do caráter social do Banco. “Num momento de desmonte da capacidade social e estratégica do Estado brasileiro, acabar com o BNDES é uma peça central da engrenagem neoliberal. Que se repense o banco, mas que não se esvazie sua capacidade de implementar políticas de Estado que é o que ocorrerá com as mudanças propostas pelo (des) governo Temer. Ainda temos um país a construir”, destacam.

Todas as análises feitas pelo Ibase podem ser encontradas na área “Publicações“.